Institucional
Sescoop/SP
Fescoop/SP
Cooperativismo
Serviços
Central de Informações
Agenda de Eventos
 

 

 

Vantagens da portabilidade nas cooperativas
20/05/2014

Por Gil Agrela (*)

O brasileiro agora conta com mais opções para contrair empréstimo bancário mais barato. Já está em vigor a regulamentação do Banco Central (BC) que garante aos clientes dos bancos o direito de transferir gratuitamente suas dívidas de uma instituição para outra. A hora é de pesquisar taxas de juros, tarifas, e serviços das instituições bancárias. As cooperativas de crédito também podem oferecer condições especiais para os seus associados, com maiores vantagens do que as instituições financeiras tradicionais.
 
Um dos primeiros passos é checar o Custo Efetivo Total (CET) do crédito. Ele mostra o quanto o cliente está pagando. Com esses dados em mãos, é hora de procurar outras instituições financeiras e encontrar a que oferece melhores condições. Se for financiamento habitacional, por exemplo, o consumidor deve checar se o banco cobra despesas com avaliação de imóvel e custos de cartório. Escolhida uma nova instituição bancária, ela deve mandar ao seu banco de origem um comunicado dizendo que ela quer você como cliente. O banco de origem não pode se negar a fazer essa operação e tem cinco dias para dar a resposta. Porém, ele também pode oferecer contraproposta com melhores condições de crédito para seu cliente.
 
Para ter isenção de imposto e de tarifa na operação, o cliente precisa informar ao banco que originalmente concedeu o crédito que se trata de uma operação de portabilidade. Caso contrário, o consumidor pode pagar Imposto sobre Operação Financeira (IOF) e tarifa se apenas quitar eventual empréstimo com os recursos tomados de outra instituição.
 
O cliente pode ainda optar pela portabilidade da conta-salário, mudando de instituição, mesmo que não seja aquela que a empresa mantém contrato com a folha de pagamento. Ele tem ainda como opção a portabilidade de cadastro e cartão de crédito. São instrumentos poderosos na negociação bancária. A conta-salário, por exemplo, é vista como instrumento de fidelização entre o banco e o cliente.
 
Na pesquisa de novas instituições, procure conhecer as cooperativas de crédito. Elas têm condições de oferecer melhores taxas e tarifas do que as instituições bancárias tradicionais. Nelas, o consumidor deixa de ser apenas um cliente e passa a ser associado, usufruindo das vantagens. Nas cooperativas, o excedente é reinvestido na própria instituição ou ainda repartido entre os seus cooperados. Por isso, elas levam grande vantagens na hora de oferecer melhores taxas. Como não visam lucro, podem reduzir os custos do empréstimo e taxas.
 
O sistema de crédito cooperativo vêm aumentando a sua participação no mercado financeiro nacional e já contam com ativos de aproximadamente R$ 100 bilhões. Elas oferecem serviços similares ao bancos de varejo como serviços online, cartões de crédito e débito, fundos de investimentos, depósitos a prazo, poupança, caixa eletrônico, entre outros. Hoje, já são mais de 5.084 postos de atendimento espalhados pelo país.
 
A força das cooperativas de crédito vem contribuir para fortalecer o sistema econômico baseado na cooperação entre as pessoas. Com isso, ajudam no equilíbrio de forças, contribuindo para a construção de uma sociedade mais justa, livre e fraterna.
 
(*) Gil Agrela é consultor técnico do ramo crédito do Sescoop/SP (Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado de São Paulo)


Ocesp – Organização das Cooperativas do Estado de São Paulo
Rua Treze de Maio, 1376 – Bela Vista
CEP: 01327-002 – São Paulo/SP
Fone: (11) 3146-6200


Copyright © 2008 - Todos os direitos reservados à OCESP. Este material não pode
ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído
sem prévia autorização.
 
Atrium Sao Paulo Consultores
 
Atrium Sao Paulo Consultores Atrium Sao Paulo Consultores